Arquétipos de Marca: Como é a Personalidade da Sua Empresa?

Os arquétipos de marca são, em suma, ferramentas poderosas para definir a personalidade, os valores e os objetivos da sua empresa. Com essas ferramentas é possível, de fato, criar uma conexão emocional profunda com o seu público-alvo. 

Baseados na psicologia junguiana, esses modelos arquetípicos representam padrões universais de comportamento humano, reconhecidos e compreendidos por pessoas de todas as culturas.

Por que é importante identificar o arquétipo da sua marca empresarial?

Ao identificar o arquétipo que melhor se encaixa na sua marca, você estará apto a:

  • Construir uma identidade autêntica e memorável: Diferencie-se da concorrência e torne-se facilmente reconhecível no mercado.
  • Comunicar sua mensagem de forma clara e eficaz: Conecte-se com seus clientes em um nível emocional, transmitindo seus valores e crenças de maneira autêntica.
  • Criar uma experiência de marca consistente: Fortaleça a coesão em todas as suas ações, desde a comunicação visual até o atendimento ao cliente.
  • Fidelizar seus clientes: Crie um relacionamento duradouro com seu público, baseado na confiança, na admiração e no amor pela sua marca.

Entenda os 12 Arquétipos de Marca

1. O Inocente

De natureza pura, otimista e idealista, por isso busca a simplicidade, a autenticidade e a conexão com a natureza. Alguns exemplos de marcas com essa personalidade incluem Dove e Boticário.

2. O Sábio

Inteligente, experiente e buscador da verdade. Compartilha conhecimento e oferece soluções através da educação e da informação. As empresas Google e Itaú, por exemplo, assumem esse arquétipo.

3. O Herói

Corajoso, protetor e defensor dos necessitados. Luta por justiça e transformação, inspirando e motivando as pessoas. Exemplos: Nike e Natura.

4. O Fora da Lei

Por ser rebelde, autêntico e independente, portanto, quebra regras e desafia o status quo, buscando a liberdade e a auto expressão. Exemplos: Harley-Davidson e Red Bull.

5. O Explorador

Aventureiro, curioso e ávido por novas experiências. Busca conhecimento e descobertas, expandindo seus horizontes e explorando o mundo. Exemplos: North Face e Jeep.

6. O Mago

Misterioso, transformador e visionário. Assim, possui conhecimento e poder para realizar mudanças e criar novas realidades. Exemplos: Apple e Tesla.

7. A Pessoa Comum

Realista, prático e confiável. Valoriza a simplicidade, a honestidade e a comunidade. Exemplos: IKEA, Johnson & Johnson.

8. O Amante

Apaixonado, sensual e estético. Busca beleza, prazer e conexão emocional. Exemplos: Chanel, Tiffany & Co.

9. O Cuidador

Solidário, altruísta e protetor. Dedica-se ao bem-estar dos outros, oferecendo apoio e cuidado. Exemplos: Pampers, Cruz Vermelha.

10. O Comediante

Divertido, espirituoso e leve. Traz alegria e descontração, aliviando o estresse e promovendo o bem-estar. Exemplos: Doritos, M&M’s.

11. O Governante

Líder, organizado e responsável. Estabelece ordem, estrutura e segurança, proporcionando um ambiente confiável e estável. Exemplos: IBM, Microsoft.

12. O Rebelde

Inconformado, revolucionário e contestador. Luta contra injustiças e desigualdades, buscando um mundo mais justo e autêntico. Exemplos: Greenpeace, Ben & Jerry’s.

Como definir os arquétipos de marca?

A jornada para descobrir o arquétipo da sua marca é um processo de autodescoberta. Através de uma análise profunda da sua empresa, do seu público-alvo e da sua missão, você poderá identificar os valores, as crenças e os comportamentos que definem a sua marca.

Lembre-se: a escolha do arquétipo deve ser autêntica e consistente com a identidade da sua empresa. Não se trata de imitar outras marcas, mas sim de encontrar o arquétipo que melhor represente a sua essência e ressoe com o seu público.

Para descobrir o arquétipo que corresponde à essência da sua marca, é válido realizar pesquisas de mercado e aplicar questionários específicos, que contribuem para validar a personalidade da sua marca.  

Gostou do conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais!

Mais para explorar